10 dicas para cuidar de seus rins (novidades)

A saúde renal dos espanhóis piorou. E se não estamos levando em conta (tudo) o que lhes prejudica? Descubra o máximo que se sabe.

Atualizado el05 de abril de 2018, 18:25

Em silêncio e lentamente. É assim que podem ficar doentes dos rins e, segundo a Sociedade Portuguesa de Nefrologia (SEN), 15% dos espanhóis adultos sofre de doença renal crónica.

Isso representa 5% a mais em relação a 2010! Talvez não estejamos tendo em conta que, além da hipertensão e diabetes, há outras coisas que lhes podem prejudicar.

10 formas “novas” para proteger os rins

Tira o lápis e papel e notas!

1. Visita a cada ano, o seu dentista

Surpresa! Com uma periodontite avançada são liberados para o sangue mediadores de inflamação e isso pode favorecer um estado de inflamação crónica que prejudicam o rim.

Neste caso, o risco de ter a doença renal crônica é duplicada, afirma a Universidade da Califórnia (EUA). (EUA).

Não se esqueça de escovar seus dentes após as refeições e visitar o seu dentista regularmente para que você verifique o estado de suas gengivas.

2. Tente dormir o suficiente

Uma recente pesquisa norte-americano foi vinculado a insônia crônica com uma pior saúde renal. Em concreto, foi visto que as pessoas que sofrem de insônia têm 1,5 vezes mais risco de sofrer perda de função renal.

Se faz tempo que você observa que tem dificuldade em conciliar o sono ou se levanta excessivamente cansado, vai ao médico. Convém descobrir a causa da sua insônia para resolver o problema o quanto antes.

3. Não tome carambolos

O ácido oxálico esta fruta exótica em forma de estrela poderia afetar a saúde dos rins de pessoas que sofrem de problemas renais, de acordo com o Journal of Kidney Diseases.

Relacionado com este artigo

AUTO EXAME

Procura evitar essa fruta ou tome apenas de vez em quando.

4. “Cuide do seu coração

Os últimos estudos sugerem que tudo o que prejudica o coração (como o sedentarismo ou o hábito de fumar) também prejudica o rim.

É lógico: o correto funcionamento deste órgão depende da boa saúde de seus múltiplos vasos sanguíneos, artérias, capilares…

5. Evite ao máximo estes fármacos

Muitos medicamentos são “tóxicas” para o rim. No entanto, a última coisa que se sabe é que los anti-inflamatórios comuns (como o ibuprofeno), além de intoxicarlo, intervêm no fluxo de sangue e diminuem o risco, a este órgão.

Também “envenenar” especialmente ao rim os antibióticos e os medicamentos contra a acidez. Por isso, não convém levá-los de ânimo leve.

6. Come uvas e brócolis

Têm campferol, que evita a deficiência de coenzima Q, que promove a regeneração celular. Isso protege o rim, de acordo com a Universidade de Córdoba.

Relacionado com este artigo

PREVENÇÃO

Talvez por isso, tomar uma taça de vinho de vez em quando se vincula com uma melhor saúde renal, tal como sugerem pesquisadores da Universidade do Colorado (EUA). EUA). No entanto, há que lembrar que o consumo de álcool pode prejudicar os rins.

7. Liberte-se dos quilos a mais…

A incidência de doenças renais associadas à obesidade cresceu 10 vezes nos últimos anos, alerta a SEN.

E é que o excesso de peso leva a sofrer de diabetes e hipertensão arterial, que afetam os rins. Além disso, a obesidade promove a inflamação e o estresse oxidativo, fatores que afetam diretamente a saúde destes órgãos.

Calcula-Se que as pessoas que sofrem de obesidade têm 83% mais risco de sofrer de uma Doença Renal Crônica.

8… E afasta a comida lixo

Abusar dela, além de somar quilos, prejudica o rim mais que a diabetes, sugerem pesquisadores no Reino Unido.

Este estudo demonstrou que o excesso de gordura dos alimentos, por uma cascata de reações, altera o transporte de glicose ao rim (que é o mesmo que acontece quando se sofre de diabetes 1 ou 2).

9. Põe fim à tua prisão de ventre

Cientistas da Universidade do Tennessee (EUA). UU.) têm observado que as pessoas com prisão de ventre têm 13% mais risco de sofrer de doença renal crônica do que as que não têm problemas de trânsito intestinal.

Relacionado com este artigo

info-medicamentos

Estes pesquisadores sugerem que tratar a prisão de ventre pode ser uma medida eficaz para prevenir problemas renais.

10. Olho com as proteínas

As dietas hiperproteicas forçam o rim a trabalhar muito mais para filtrar as proteínas. O risco de patologias renais aumenta, por isso, alerta a Universidade de Granada.

O efeito prejudicial sobre os rins, multiplica – se para além de exceder-se com as proteínas se toma uma quantidade insuficiente de hidratos de carbono.